últimas...

Dias a fio...

Remetente & destinatário....

Without sense...

Laços...

Quando ele chega...

Erg chebbi

Fé de Fez...

Bleu Chefchaouen...

Diário de viagem...

Menina e moça...

um dia..

Abril 2012

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Quarta-feira, 1 de Setembro de 2010

Fé de Fez...

Esta cidade labirintica, de ruas sujas e estreitas tinha, com toda a certeza, contas passadas a acertar connosco!

Depressa se tornou urgente abandonar este lugar, com ou sem perdões, rancores ou histórias amargas...

Aqui, as crianças menores de 5 anos parecem ser o maior sinal de perigo, roubam, correm e desaparecem por ruelas onde mais ninguem passa.

Uma questão impõe-se: como descrever uma taça de mel como a do pequeno almoço?... sem dizer "merda" e sem uma escrita by Margarida Rebelo Pinto que lhe chamaria delicadamente "falta de higiene"? como dizer "porcaria" de uma forma literária?... sem ofender o leitor mas provocando-lhe o nojo e a repugnância que senti...?

A fome perde-se em cada corredor da medina, o calor apodera-se do corpo, nesta cidade situada entre os terrenos férteis do Sais e as florestas do Médio Atlas... a mais antiga das cidades imperiais de Marrocos, declarada património mundial da humanidade.

 

 

 

 

 

... e se há dias de luta, também os há de paz, dias para atirar pedras e dias para juntá-las!

Apesar dos desajustes, episódios e desamores há sempre boas mãos que nos chegam, cantos que nos acalmam ... um bom lar onde dormir, um prato de fruta para pacificar o estômago, um estranho que nos conforta!

 

 

 

 

.. a vida é uma estrada de lições, de altos e baixos, perdões, fé e medos! Não há caminho que não leve a outro nem tempestade que que não traga o sol. Assim se sucedem os dias, as estações e todos os ciclos de semear e colher!

 

 

 

 


publicado por teetee às 20:39

link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



me?

pesquisar

 

Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


links

tags

todas as tags

subscrever feeds