últimas...

Dias a fio...

Remetente & destinatário....

Without sense...

Laços...

Quando ele chega...

Erg chebbi

Fé de Fez...

Bleu Chefchaouen...

Diário de viagem...

Menina e moça...

um dia..

Abril 2012

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Sábado, 14 de Novembro de 2009

A chave...

 

 

Porta da felicidade, chamam-lhe, dizem até (ou pelo menos assim o é na minha imaginação) que aqui há uma passagem secreta que leva a crer que este estado é permanente, aqui.

Gosto de confiar em histórias, sempre gostei e nunca tive razão para as desacreditar e talvez por isso as perpetue todos os dias como a minha verdade, aquela que tenho para oferecer não fosse ela uma boa forma e receita de ancorar em portos seguros, quando as tempestades arrogantes se aproximam, quando um comboio parece ameaçador ou quando ainda, perdidos no meio da floresta, os troncos das árvores outrora verdejantes e simbolo de vida e crescimento se tornam trepadeiras que nos levam além do escuro e do desconhecido que tememos. São elas, as histórias que nos impelem para a procura da plenitude, superando obstáculos e acreditando que vamos conseguir, sim!

 

Este é um destino que embora não constasse do meu mapa, devagar, se está a tornar meu, tijolo a tijolo, ainda até antes de chegar à sua margem, ao cais onde atracam as águas de seus mares. Aos poucos hei-de transpor, atravessar e rasgar a distância deste encontro que nasceu do nada e que se transforma todos os dias assim que fecho os olhos...

Caminho nas suas ruas, no meu universo de criação... imagino os mercados de gentes com traços ora europeus ora asiáticos apregoando sabe-se lá o quê, num murmurinho de dois mundos unidos num só. Chega-me um cheiro a jasmim, afiguro-o oriundo de um daqueles cachimbos de água turca. Ainda não sinto o clima, não consigo imaginá-lo muito frio, ao contrário do que apontam as leituras que o apresentam e o tratam por tu com uma precisão de relação muito íntima... aos poucos, pé ante pé, vão chegando as sensações que em dia com hora marcada aqui se tornarão verdade.

 

 


publicado por teetee às 17:01

link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De silvia a 14 de Novembro de 2009 às 22:07
E como invejo essa tua liberdade...essa tua forma de conduzir os dias com um olho no presente e outro no futuro! Mas a porta da felicidade pode estar sempre aberta, aqui ou ali. O bom disto tudo é saber que todos temos uma porta dessas dentro de nós. Mas não deixa de ser mais giro abri-la em sítios como esse que descreves. Mas essas tempestades arrogantes não se cruzam nos teus caminhos. E nada te leva para o escuro. Tu tens uma coisa que o impede: amigos, bons, puros, verdadeiros... Basta olhar para eles para ver que o são. Já viste a tua sorte??? EH EH EH!


De teetee a 16 de Novembro de 2009 às 22:43
Silvia,

Disso posso ter a certeza!!! Bons amigos não me faltam e é tão bom sentir isso num abraço, num beijo ou num pedido de colo (mesmo que isso tenha que passar por uma desculpa esfarrapada... eh eh)!...


De Nocas a 16 de Novembro de 2009 às 21:56
Hum, por falar em amigas e viagens… fica uma em terra que não vai descansar durante cinco dias! É que a miuda teima em andar por terras berberes, nos comboios (uma espécie) de Casablanca, etc.
Até já consigo imagina-la montada em cima dum elefante lá para os lados da Índia.
Tens uma mania de preocupar a amiga “cota”.


De teetee a 16 de Novembro de 2009 às 22:51
Esta tua amiga tem uma estrelinha da sorte que é alimentada por todos os amigos que se preocupam!!
Gosto de acreditar que pessoas boas atraem pessoas boas. Talvez seja uma formula demasiado optimista ou romantica da vida... talvez. Mas esse é o sal da vida, o risco é proporcional ao sucesso, ou só se aprende a voar voando, ou (gosto destes ditos) quem não arrisca não petisca!

E sim... um dia estarei prá i, por aí, na india ou em qualquer canto do mundo, de mochila ás costas e o coração cheio de pessoas como tu...

abracinho

teetee


De Nocas a 16 de Novembro de 2009 às 22:58
Pois o meu lema é mais: comportamento gera comportamento. Como não fazemos mal a ninguém, julgamos que também ninguém nos irá fazer! Mas a juntar a isto eu tenho algo que não tens: sou muuuito desconfiada. Coisas de gente escorpião.
Fico mais descansada por saber que tens uma estrelinha da sorte. Com as pessoas que por cá ficam preocupadas deve ser, certamente uma GRANDE estrela ;)
Bjs


De Pedro a 20 de Novembro de 2009 às 14:52
Enquanto não concretizares essa viagem, viaja na tua imaginação e no teu mundo. O pouco que conheci tem muito de uma floresta verdejante.


bjos,

Pedro


Comentar post

Escuta ...


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

Truz Truz...

Free Hit Counters
Free Counter

me?

pesquisar

 

Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


links

tags

todas as tags

subscrever feeds