últimas...

Dias a fio...

Remetente & destinatário....

Without sense...

Laços...

Quando ele chega...

Erg chebbi

Fé de Fez...

Bleu Chefchaouen...

Diário de viagem...

Menina e moça...

um dia..

Abril 2012

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Domingo, 24 de Janeiro de 2010

Pedaços...

Na bagagem, uma caixa de costura e pouco mais se precisa quando se procura colar ou cozer os pedaços que se vão desarranjando e que vamos varrendo para baixo do tapete dia após dia, na esperança que ocorra um fenómeno de evaporação...

 

Quando um grão de pó de acumula na mais perfeita das engrenagens de uma parte do ser humano, ele deixa de evoluir, de respirar e ...  pelo menos até se resolver a questão desses sedimentos. Ás vezes é apenas necessária uma sacudidela, com um daqueles espanadores tradicionais, outras, é preciso mais que um abanão para que o pó se solte e deixe que essa máquina continue a funcionar plenamente, o sangue volte a correr nas veias sem coágulos e problemas vasculares.

 

Há ainda outras soluções, sem que sejam de resolução rápida, para que as peças do puzzle voltem a unir-se e formem, juntas, a imagem que vem na parte superior da embalagem. Se é trabalhoso com peças imagine-se com pessoas... é preciso experimentar todas as faces, descobrir qual o lado que encaixa melhor.

 

... ou esquecer tudo o que somos, passar a ser nada, a ser ninguém num espaço de desconhecidos que sorriem cordialmente ... dois dias, de silêncio, de nínguem, sem apenas e com muitos nadas por todos os lados;

 

 

Dois dias de muitas horas, passadas uma a uma, sem intervalos, reuniões nem pontes que permitam atravessar para o momento seguinte... devagar.

Como companhia o som das ondas que batem na areia como ponteiros de relógio descoordenado e o olhar atento daqueles que passam despercebidos em dias que não estes...

 

 


publicado por teetee às 13:24

link do post | comentar | favorito

19 comentários:
De Pedro a 24 de Janeiro de 2010 às 22:29
Andreia, há quanto tempo!!

Mas eu tenho visitado o teu blog e lido as tuas palavras cheias de sentimento :P

olha que esses "pedaços que se vão desarranjando e que vamos varrendo para baixo do tapete" voltam sempre a aparecer. eu nunca (nem quis) escapar aos pedaços do meu passado :D

muxux

Pedro


De teetee a 24 de Janeiro de 2010 às 22:42
Pedro...

Eu também vou acompanhando o teu cantinho todos os dias, faz parte da viagem diária do mundo dos blogs!!

Quanto aos pedaços, eles voltam sim, sempre... eu sei... mas creio que é importante arrumá-los no seu lugar, não os deixar tomar conta de um espaço que já não lhes pertence a não ser que tenham lugar cativo, o que não é o caso destes meus pedaços...

Muxus... ah que saudades daquele pedacinho de terra, san sebastian, esse pedaço da minha vida não quero arrumar, quero tê-lo sempre á mão de recordar!!!

teetee


De Pedro a 25 de Janeiro de 2010 às 14:24
pois é, san sebastian....
dia 9 de fevereiro vai fazer 1 ano desde que fui para lá :D


De silvia a 25 de Janeiro de 2010 às 12:08
às vezes o que faz mesmo falta é só o silêncio... o nosso... e deixar os sons da natureza espalharem a sua luz.


De teetee a 26 de Janeiro de 2010 às 21:22
... é mesmo Silvia! Nada melhor que os sons da natureza, as paisagens mais desertas, os quartos mais despidos para o encontro!

teetee


De Nuite a 25 de Janeiro de 2010 às 21:45
e assim se faz os escritores ...
com as palavras e imagens que nascem na alma ... =)

Ana


De teetee a 26 de Janeiro de 2010 às 21:25
... aquelas que não se arrancam á força, mas que doem e ao mesmo tempo fazem crescer e perceber aquilo que não sabemos soletrar.

teetee


De paula mendes a 6 de Março de 2010 às 23:23
Volta Andreia, onde anda a tua inspiração? Tenho saudades dos teus pensamentos, ou serão desabafos? Amor, Amor, onde anda ele? Não acredito que não o sintas!!! A vida , toda ela é amor. Beijos da Paula


De teetee a 7 de Março de 2010 às 10:44
oh querida Paula...
Amor é o que não falta em mim!! Pensamentos há muitos espalhados por blocos de notas, papeis perdidos no carro, apontamentos na mesa de cabeceira e outros em rascunho.. daqueles que não me atrevo a publicar, esses são somente meus.
Mas com uma frente tão poderosa "volta Andreia", em que já se alistaram 3 membros muito importantes na minha vida...
Bem... sentei-me agora ao computador, vamos ver o que saí daqui.

Um abraço muito apertado!

teetee


De silvia a 2 de Fevereiro de 2010 às 20:25
tu tens de fazer deste espaço um receptáculo de pensamentos... gosto de te ler e escreves aqui tão pouco.


De teetee a 2 de Fevereiro de 2010 às 20:35
Sabe muito bem quando alguém como tu acolhe as minhas palavras!! Bolas isso chega a ser uma responsabilidade muito grande... eh eh

Eu também gostava de escrever mais e mais, mas há muitas coisas para as quais as palavras, pelo menos as minhas, não chegam porque não têm avesso, porque dificilmente têm cheiro, sabor e texturas fieis...

Beijinho Silvia e obrigado por estares sempre aí!... atenta...

Quinta tens tempo para o cházinho no 3 quinze dias??..


De silvia a 2 de Fevereiro de 2010 às 21:09
Alguém como eu??? quê? Mortal? LOL Ora essa... E à falta de palavras para dizeres o que sentes podes sempre colocar uma imagem, uma música... isso tb nos revela as imagens que nos povoam a alma. Qt ao café, acho que nada obsta... ;)


De silvia a 6 de Fevereiro de 2010 às 23:44
tudo na mesma... sniffffff


De teetee a 7 de Fevereiro de 2010 às 10:51
Na na na... não reparaste na música!
Ando numa de rotina, talvez esteja na altura sobre "rotinas"... tenho que arranjar inspiração!

beijo beijo para os 4

teetee


De Pedro a 7 de Fevereiro de 2010 às 17:03
hey! :D

por acaso uns invernos são sempre a mesma coisa para mim também. Muitas letras e tangerinas :D

um beijo para ti tb ****

Pedro


De silvia a 21 de Fevereiro de 2010 às 21:53
preguiçosa...lol


De teetee a 22 de Fevereiro de 2010 às 13:33
Ui Silvia...

Com a inspiração que eu ando o melhor é não escrever para não correr o risco de me comprometer!!

beijoooo

teetee (em introspecção)


De Nocas a 5 de Março de 2010 às 21:40
Exijo um postinho simpático para o pessoal. Vá lá... faz um esforcinho!

Beijinhos Doces
Goto de ti :)


De teetee a 6 de Março de 2010 às 10:37
Bem... se eu me descuido qualquer dia tu e a silvia fazem uma petição qualquer para eu voltar a escrever!!... Juro que vou tentar minha amiga, mas os últimos tempos não têm sido inspiradores para palavras, seria desonesto entregar-lhe quaisquer letra ou tradução seja em que lingua ou código escrito... melhor ficar-me pelo silêncio por agora! Um dia, com toda a certeza as linhas virão e o silêncio esse há-de ser armazenado num lugar sem rumo longe daqui...

Tambem gosto muito de ti miuda do meu coração!
Um abraço enorme!
teetee


Comentar post

Escuta ...


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

Truz Truz...

Free Hit Counters
Free Counter

me?

pesquisar

 

Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


links

tags

todas as tags

subscrever feeds