últimas...

Dias a fio...

Remetente & destinatário....

Without sense...

Laços...

Quando ele chega...

Erg chebbi

Fé de Fez...

Bleu Chefchaouen...

Diário de viagem...

Menina e moça...

um dia..

Abril 2012

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Sábado, 21 de Novembro de 2009

pequeno, muito pequeno...

 

 

O mundo é mesmo do tamanho de uma tangerina!

 

 

tags: , ,

publicado por teetee às 22:25

link do post | comentar | favorito

9 comentários:
De Nuite a 22 de Novembro de 2009 às 10:58
e nos ...

andamos nesta tangerina sempre com um sorriso no rosto =)


De Nocas a 22 de Novembro de 2009 às 22:56
duma tangerina?? não... dum caroço de azeitona!


De silvia a 22 de Novembro de 2009 às 23:54
de uma tangerina bem docinha... esperemos nós!


De Pedro a 26 de Novembro de 2009 às 11:05
Acredita, é mesmo...mas ao mesmo tempo curtas distâncias são uma imensidão. Vivemos nesse paradoxo de encontros e desencontros. :D

bjos

Pedro


De Susana a 27 de Novembro de 2009 às 11:58
Pois... é mesmo!
Eu costumo dizer "O mundo é um penico pequenino!"
Bjs


De teetee a 28 de Novembro de 2009 às 17:13
De um dia para o outro tudo muda, as certezas que moravam dentro de mim e levaram tempo a construir, transformaram-se em buracos sem fundo, num poço em que olhando para o fim não se avista gota de água. A imaginação é a nossa maior inimiga!
Tinha tantas saudades tuas, mas não assim, desta forma como regressas para as matar, Mais do que ás saudades, matas-me a mim em dose muito além da desejada.
Não vás tão depressa, conta-me devagar, conta-me devagar, peço-te... não sei se quero ouvir a destruir o regresso acreditado.
Tenho saudades tuas! Mas não era este "tu" que eu esperava, tenho saudades tuas e estou a passá-las a limpo, a evitar os adjectivos, já que eles nunca seriam certeiros.
Hoje nada me parece definitivo!... e a única pontuação justa e sem compromisso são as reticências...
Hoje, no lugar do nada continua a haver um grande vazio e o meu pensamento parece uma artéria importante em hora de ponta!


De silvia a 28 de Novembro de 2009 às 17:39
não fosse a forma como descreves o que sentes tão bonita (literariamente e emocionalmente falando) e ficaria preocupada contigo... devo ficar?


De Anocas a 28 de Novembro de 2009 às 20:32
Gostava de ser uma fada... a fada do coração.
Teria um dossier da cor da paz de aba larga, com separadores de várias cores (muitos). Seriam organizados pela seguinte ordem:
1. Família
2. Amizade
3. Saúde
4. Trabalho
5. Divertimento
6. Coisas confusas
7. Lixeira

O último separador ficaria reservado a todos aqueles que te magoassem; aos acontecimentos que nunca mais deveriam ser recordados...
Tenho a certeza que se fosse a tua fada do coração eras muito mais feliz! Porque teimas em sofrer?
Porque teima em aparecer o fantasma?

Queria tanto que o mundo não fosse do tamanho de uma tangerina...


De Nuite a 29 de Novembro de 2009 às 12:15
Querida Ana e Querida Andreia ...

vamos fazer um acordo ...
vamos ser fadas do coração umas das outras ... !!!
pode ser ?!?!?!?

Fada é assim termo estranho ...
podemos ser guerreiras ?!?! Amazonas cheias de energia ...

Ana


Comentar post

Escuta ...


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

Truz Truz...

Free Hit Counters
Free Counter

me?

pesquisar

 

Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


links

tags

todas as tags

subscrever feeds