últimas...

Dias a fio...

Remetente & destinatário....

Without sense...

Laços...

Quando ele chega...

Erg chebbi

Fé de Fez...

Bleu Chefchaouen...

Diário de viagem...

Menina e moça...

um dia..

Abril 2012

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Quinta-feira, 30 de Julho de 2009

My couch...

 

 


publicado por teetee às 19:40

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Domingo, 26 de Julho de 2009

Nada

 

 

"A coisa mais dificil e mais bonita de partilhar entre duas pessoas é o silêncio"

 

Já não me falta entender, admirar e dizer o silêncio. Consigo senti-lo, saber-lhe a cor, seguir-lhe os passos.

A sua irreversíbilidade devota, saboreio-a numa degustação demorada, longa, longamente, igual bebida etílica que se quer aprisionar numa caixa calada onde voltamos de lés a lés para encontrar outros dias e esboçar aquele sorriso doce de antepassados... como se aquele momento voltasse, assim, ao abrir de um papel de rebuçado...

 

"(...) pode ser que a vida tenha razões que a razão não entende."

 

ou pode até ser que...

 

"Nada tem uma solução definitiva e não há nada que não tenha algum tipo de solução provisória."

 

mas por hoje, ao voltar de soslaio a essa mesma caixa, acredito no poder afirmativo da ausência e que...

 

"(...) se tudo à nossa volta deixa de existir e ter sentido, só resta o nada. E o nada é o nada: conforme se olha, é a ausência de tudo, ou, pelo contrário, o absoluto."

 

 

 

 


publicado por teetee às 12:37

link do post | comentar | favorito

Domingo, 19 de Julho de 2009

Até onde...

 

Ás vezes, as viagens, os lugares, as paragens nascem dentro de mim, assim, de um dia para o outro. Crescem, voltam e vão, afastam-se. Chego a perder-me no caminho, naquele que é o percurso mais habitual sem eu mesma dar por isso...

O acto de fugir chega a perder-se dentro de mim ao ponto de me fazer encontrar.

A imaginação vai, certos dias, de uma ponta á outra, até aos dois polos mais longinquos, desertos e por vezes frios, complexos, oriundos de todos os continentes, flora e fauna.

Mas também há dias e dias a fio, e esses são tantos, em que mesmo sem sair do lugar esse partir de dentro é constante, e então, tudo se constrói num batismo surpreendente. Primeiro uma conversa, depois um colar e recortar de ideias, leituras e afins e depois, só depois, tudo se transforma num esboço a carvão à mão da ponta de um lápis... que estes dias me levou até aqui...

 

 


 

 

tags:

publicado por teetee às 19:07

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Domingo, 12 de Julho de 2009

...

 

Há que dar uma mãozinha ao destino de vez em quando,

Há dias em que temos de usar a imaginação e plantar algo por nós... Uma esplanada em São Pedro pode ser um palco se nos tornarmos atrizes, e nem precisamos de plumas nem lantejolas... apenas coragem, de não deixar em branco o que é para ser escrito! Pôr fim aos fins irreversíveis... acreditar na impossíbilidade real do encontro, no poder afirmativo da ausência e no seu sabor a possibilidade!

O ontem não ficou pela metade, as palavras não ficaram suspensas no nada e o dito não ficou por não dito...

 

Afinal... tenho um rosto...

 

 


publicado por teetee às 11:08

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Escuta ...


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

Truz Truz...

Free Hit Counters
Free Counter

me?

pesquisar

 

Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


links

tags

todas as tags

subscrever feeds